Mergulhar Até Jesus Voltar

II Reis Cap.5/ Vers. 1 e 11: “E Naamã, chefe do exército do rei da Síria…”

Vamos analisar a situação em que se encontrava Naamã. Esse relato é um acontecimento no plano físico, mas hoje porém, retrata uma condição espiritual que acontece com muitas pessoas. Ele era chefe no exército da Síria, graduação adquirida com muita dedicação e competência, mas sob a sua imponente armadura havia um homem leproso.

Certamente sua enfermidade o afastava do convívio social e sobretudo de um convívio familiar. Ele não podia desfrutar da intimidade familiar nas suas mais diversas maneiras.

Deus permite a Síria invadir e vencer Israel, entre os despojos, Naamã leva cativa uma menina e da de presente a sua esposa. A bíblia não relata o nome da menina como acontece a tantos outros, o que Deus quer nos mostrar é que o fato de nosso nome não ser conhecido, não impede de Deus nos usar. Alguns terão seus nomes lançados, para glória de Deus, outros serão anônimos, porém, todos vasos. Ter o nome reconhecido ou não, não faz diferença, não nos diminui ou exalta, porque a glória é Dele, é para ele, tudo Dele. Aleluias!!

A menina chega à Síria escrava, mas a situação não mudou a sua fé, ao ver seu senhor, não viu só o problema, e sim, que havia uma solução em Israel. Ainda que estejamos numa situação de dificuldades ou até mesmo de humilhação, se, em nossos corações permanecer a fé, onde estivermos seremos usados por Deus. O inimigo ja se deu por vencedor, nos tem por derrotados, e aí nossas vidas são usadas para glorificar a Deus, de uma maneira tremenda. Naquilo em que o inimigo acredita já ter vencido, o nome de Deus será glorificado, para isso, tão somente temos que guardar a obediência e a santificação.

Não foi nada fácil para Naamã obedecer a exigência do profeta, ele foi confrontado pela indiferença (Eliseu sequer o recebeu) e principalmente, teve que se despir para entrar no rio, tudo que estava oculto, seu segredo, foi exposto a todos os que estavam com ele, mas valeu a pena.

Conosco não é diferente.

Vale refletir com quem temos andado, quais conselhos temos recebido dos que estão próximos a nós. A vitória de Naamã, começa com o conselho da menina, por fim dos seus subalternos, que por sua vez, se não o tivessem incentivado (ver.13),e, ao invés disso concordado que era um “absurdo”a orientação do profeta, voltariam para suas casas indignados e Naamã leproso…

Como temos entrado à presença de Deus?

Temos voltado para casa da mesma maneira?

Ou antes, temos ouvido a voz do Espírito Santo e temos recebido a cura?

É tão simples, somente nos despir e reconhecer nossas falhas, pedir perdão pelos nossos erros e mergulhar

Uma…

Duas, três…

Sete vezes…

Setenta vezes…

Mergulhar até o Senhor Jesus voltar.

Beijo da Ede.

Publicado por edelaineduarte

O propósito desse site é anunciar a mensagem de salvação, em Jesus Cristo, por sua morte na cruz.

Um comentário em “Mergulhar Até Jesus Voltar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: